quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Avaliadores de textos


Contatos com a arte


Ministério da Cultura e Museu de Arte Moderna de São Paulo convidam

Contatos com a arte
Programação gratuita para professores, educadores e estudantes universitários.

O Contatos com a arte fomenta a formação cultural dos participantes como
espectadores e multiplicadores das diferentes expressões artísticas exibidas no MAM.

Encontro com a curadora Veronica Stigger
14 set (sáb), 13h30 - 15h30

A curadora da exposição Maria Martins: metamorfoses, Veronica Stigger apresentará
a trajetória artística da artista a partir de sua produção escultórica e literária, além de seu interesse pela Amazônia - diálogo com a modernidade brasileira, e a natureza como modelo para suas metamorfoses.
Atividade gratuita. Vagas limitadas.

O MAM fica no parque Ibirapuera, portão 3.
Inscrições 
educativo@mam.org.br ou +55 11 5085-1313.

Lei de incentivo à cultura
Apoio Proac
Governo do Estado de São Paulo
Realização MAM
Ministério da cultura
Governo federal
Brasil
País rico é país sem pobreza

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

O MAC Encontra os artistas


Palestra de LEO DIVENDAL no Museu de Arte Moderna de São Paulo

Palestra de LEO DIVENDAL no Museu de Arte Moderna de São Paulo
Levados à terra firme numa estranha costa
05 setembro (quinta) 20h
Nesta palestra Leo Divendal irá apresentar, através de diferentes projetos e inspirações, sua
abordagem das encruzilhadas vertical e horizontal da realidade, o desejo e o conceito de vida.
A linha horizontal é a metáfora do movimento através do mundo, viajar, descobrir, pesquisar
lugsares para onde ir.
A linha vertical é a metáfora da conexão entre o céu e a terra, entre o futuro e o passado.
O cruzamento de verticalidade e horizontalidade representa a idéia de casa.
Essa idéia, elaborado pelo escritor John Berger, em seu livro 'and our faces, my heart, brief as
photos', tornou-se uma inspiração para colocar a obra de Leo em uma idéia de conceito maior.
Diferentes projetos de multimídia - fotografia, texto, música, livro, desenho, filme - serão
utilizadfos na palestra como exemplos de seu trabalho e também para tornar clara a
continuidade do seu processo.
Exemplos disso são o seu projecto 'Vézelay: or the architecture of winter' e um verdadeiro trabalho
em desenvolvimento: '36 views on absence’.
Desde o último projeto será uma parte, « Inner Court’ 'em'Internal Affairs 'da exposição, uma
exposição junto com o fotógrafo Marcelo Greco no Espaço Ophicina.
Entrada gratuita
chegar com 30 minutos de antecedência
Sujeito a lotação

UNESP homenageia a trajetória acadêmica e artística de Anna Barros - representante incontestável da arte brasileira relacionada à arte-ciência



UNESP homenageia a trajetória acadêmica e artística de Anna Barros -
representante incontestável da arte brasileira relacionada à arte-ciência

No dia 26 de agosto, segunda-feira, às 18h, o Instituto de Artes da UNESP promove um evento solene para homenagear a trajetória acadêmica e artística de Anna Barros.
O evento foi idealizado e organizado pelos grupos de pesquisa que a artista participa, ambos na área de arte e tecnologia, da Universidade Federal de Santa Maria e do Instituto de Artes da UNESP.
Anna Barros (Dra. Anna Maria de Carvalho Barros) é a primeira e única artista brasileira a trabalhar com pesquisa e produção em nanoarte (arte com nanotecnologia) no país. Representante incontestável da arte brasileira relacionada à arte-ciência, sua extensa pesquisa acadêmica e artística é referência principalmente nos temas Luz, Percepção, Espaço e Nanoarte para grande parte dos pesquisadores e artistas da área. Músicos de destaque na cena da música computacional e eletrônica como Anselmo Guerra, Wilson Sukorsky e Fernando Iazetta compuseram a sonorização e trilhas de algumas de suas obras.
No mês passado, a artista lançou o livro Nanoarte durante o Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (File 2013).
Seu percurso acadêmico, no entanto, inicia com o bacharelado em Fine Arts no Otis Art Institute de Los Angeles. Em 1990, recebeu o título de Mestre pela ECA-USP. Na pós-graduação em Comunicação e Semiótica (PUC-SP), concluiu o Doutorado em 1996. Já em 1997 obteve, novamente pela PUC-SP, seu primeiro Pós-Doutorado.
Anna Barros também foi presidente da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP), responsável por uma maior inserção da associação no território nacional, pelo aumento do número de associados, e trazendo o reconhecimento da associação, inclusive internacionalmente.
A soma de tantas qualidades a levou a ser indicada em 2009 para o Prêmio Sérgio Motta de Arte e Tecnologia, na categoria de percurso de carreira e fez com que recebesse o prêmio “Best Art Installation Award” no internacionalmente conhecido ARTECH 2012, realizado em Portugal, com a Instalação interativa NANOCRIOGÊNIO II (Anna Barros e Alberto Blumenschein).
No IA-UNESP, a artista coordena a linha de pesquisa na área de nanoarte do grupo de pesquisa liderado pela Dra. Rosangella Leote, GIIP - Grupo Internacional e Interinstitucional de Pesquisa em Convergências entre Arte, Ciência e Tecnologia, co-realizador do evento. Por sua contribuição ao grupo, a UNESP fará a entrega do “Certificado de Excelência em Atividade de Pesquisa no GIIP” - Grupo Internacional e Interinstitucional de Pesquisa em Convergências entre Arte, Ciência e Tecnologia – GIIP), do Instituto de Artes do Campus de São Paulo.
Ao mesmo tempo, Anna Barros integra o Grupo de Arte e Tecnologia do IA da Universidade Federal de Santa Maria-RS, liderado pela Profª Drª Nara Cristina Santos. Juntamente a uma comitiva da UFSM, o Magnífico Reitor, Prof. Dr. Felipe Müller também prestará sua homenagem, atribuindo à artista a medalha de Honra ao Mérito Universitário”.
Estão confirmadas as presenças dos Digníssimos Diretor do Instituto de Artes,  Coordenadora do  Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGA) e Líder do Grupo GIIP (IA-UNESP), do Líder do Grupo CAT (IA-UNESP), da Presidente da Comissão de Pesquisa do IA e da homenageada. 
O programa contará com a participação da cantora Marcia Oliveira, acompanhada pelo pianista Achille Picchi e da cantora Lucila Tragtenberg, acompanhada pelo pianista Eduardo Oliva. Além da Orquestra Acadêmica da UNESP, organismo vinculado à Pró-Reitoria de Extensão. Composta exclusivamente por alunos do IA-UNESP, a Orquestra tem a direção artística do Prof. Dr. Lutero Rodrigues e será regida por Felipe Faglione, regente assistente.
O evento é aberto ao público em geral e será realizado no Teatro Maria de Lourdes Sekkef.
Quando: 26/agosto (2ª-feira) às 18h.
Local: Instituto de Artes da UNESP, localizado na Rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz, 271, ao lado do Terminal Rodoviário da Barra Funda, em São Paulo.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

II Seminário Internacional ARTE! Brasileiros “Quem é Quem na Arte Contemporânea”

II Seminário Internacional ARTE!Brasileiros “Quem é Quem na Arte Contemporânea”

Local: Auditório Ibirapuera – Avenida Pedro Álvares Cabral, 0 - Parque do Ibirapuera - Portão 3



Data: 10 de setembro de 2013
Horário: 9h às 17h
O II Seminário Internacional ARTE!Brasileiros: “Quem é Quem na Arte Contemporânea”, este ano, em parceria com Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad será realizado no dia 10 de setembro de 2013, no Auditório Ibirapuera, em São Paulo.
O objetivo do seminário é conhecer melhor os meandros da arte contemporânea no século 21. Os integrantes dos painéis são profissionais que se destacam pelo seu trabalho e pesquisa que estão ou estiveram em ação à frente de tudo que chega ao público, seja na produção, nas exposições, nas aquisições, ou na comunicação. São a espinha dorsal da arte contemporânea.
Alguns dos tópicos a serem debatidos incluem: Até que ponto o mercado de arte define a produção artística? Quais são os novos espaços para disseminação e distribuição da arte contemporânea? Qual é o impacto da arte contemporânea nas instituições culturais? Quais os novos horizontes geopolíticos da arte?

Confira os palestrantes

SANDRA MULLIEZ SAM ART PROJECTS
DANIEL RANGEL INSTITUTO DE CULTURA CONTEMPORÂNEA – ICCo
JULIETA ARANDA E-FLUX JOURNAL
POLLY STAPLE CHISENHALE GALLERY
COSMIN COSTINAS PARA/SITE ART SPACE
MOACIR DOS ANJOS FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO
FRANCESCO MANACORDA TATE LIVERPOOL
CHANTAL WONG ASIA ART ARCHIVE-AAA
PHILIP LARRATT-SMITH MALBA
MARIEKE VAN HAL BIENNIAL FOUNDATION
DANILO MIRANDA SESC
SOLANGE FARKAS ASSOCIAÇÃO CULTURAL VIDEOBRASIL
PAULA TSAI ULLENS CENTER FOR CONTEMPORARY ART – UCCA
SNEJANA KRASTEVA GARAGE CENTER FOR CONTEMPORARY CULTURE
JOAN YOUNG GUGGENHEIM

terça-feira, 13 de agosto de 2013

III Fórum Permanente de Arte e Cultura da América Latina

III Fórum Permanente de Arte e Cultura da América Latina

Em agosto, o Fórum Permanente de Arte e Cultura da América Latina, coletivo de pesquisadores dedicados ao estudo da produção artística da América Latina, realizará na Universidade de São Paulo, em parceria com a CESA – Sociedade Científica de Estudos de Arte, o PROLAM- Programa de Integração da América Latina – e o CINUSP Paulo Emílio- dois eventos que discutirão as diversas possibilidades 
estéticas e políticas encontradas por artistas da América Latina e atores sociais ligados à cultura, para fazer frente às realidades adversas, de impedimento do exercício livre da cidadania.

Cine Fórum “40 anos sem Allende”

O primeiro evento, denominado “40 anos sem Allende”, terá lugar no CINUSP da Cidade Universitária, de 12 a 16 de agosto e exibirá 12 filmes, 9 deles produções chilenas, ficção e documentários, sobre a temática do golpe que destituiu o presidente Salvador Allende em 1973, e os desdobramentos da queda do governo 
socialista e a implantação do regime militar naquele país. O Fórum Permanente de Arte e Cultura da América Latina não poderia deixar de relembrar esse triste episódio, que marcou o início de uma fase de recrudescimento das ditaduras militares na Região, em solidariedade a sociedade chilena.

Filmes dos principais cineastas daquele país serão exibidos durante o Cine Fórum: a trilogia “A Batalha do Chile”, de Patrício Guzmán, diretor do premiado “Nostalgia de la Luz”, também presente na mostra; “La Ciudad de los Fotógrafos”, de Sebastián Moreno; “Violeta va al cielo” e “Machuca” de Andrés Wood, além de “Dawson, Isla 10”, de Miguel Littín. Junto com os filmes chilenos, a mostra exibirá três documentários, dois da Argentina, “Tucumán Arde” e “Tucumán Arde-Arquivo”, com depoimentos de artistas fundadores de um movimento artístico e de denuncia das condições de vida de Santa Fé, e um documentário colombiano,“Mampuján” com depoimentos de camponeses contando suas próprias histórias de reconstrução de vida em meio à violência do país.Os presentes poderão, ao final das sessões, debater com professores e alunos de pós-graduação da Universidade de São Paulo sobre os temas dos filmes. 
A Programação completa poderá ser obtida no site do CINUSP. http://www.usp.br/cinusp/

Arte e Cultura da América Latina em Debate Memória e Resistência

Com esse título, o Fórum Permanente de Arte e Cultura da América Latina, realizará na Universidade de São Paulo, dia 27 de agosto, uma jornada de discussões sobre arte, memória e resistência e pretende contribuir para as discussões cada vez mais presentes sobre a relação das produções artísticas e os processos sociais, culturais e políticos de resistência na América Latina.

A primeira mesa de debates terá como tema “Culturas Vivas, Arte e Resistência” e reunirá pesquisadores que trabalham o papel das culturas populares latino americanas, tradicionais e contemporâneas, no cenário de homogeneização das industrias culturais. Nessa mesa, Dilma de Melo e Silva, professora sênior da Eca, falará sobre a importância da Casa de las Américas, fundada em 1960 pelo governo revolucionário cubano, para o acolhimento de artistas e intelectuais que tiveram que se afastar de seus países.

A segunda mesa, “Poéticas, Vivências e Registros da Nossa América”, reunirá duas pesquisas sobre as relações sociais de resistência de comunidades específicas, na conquista de territórios próprios e nos processos de reconhecimento de seus próprios espaços. Experiências históricas (México) e artístico-sociais (Aldeia da Serra). Lalada Dalglish, docente da Unesp, exporá nessa mesa, as bases conceituais que estão norteando a criação de um novo Museu de Cerâmica Popular, em São Paulo, dedicado ao estudo e à proteção patrimonial de fazeres artísticos de comunidades de vários países. O novo museu deverá contar com um acervo de 5 mil peças, coletado pela pesquisadora em países da América Latina.

A terceira mesa “História comovente: opressão e resistência” é dedicada ao Chile, à reflexão da criação das várias linguagens artísticas, como a fotografia e a literatura, que tiveram a função de documentar as atrocidades vividas pela população chilena durante a ditadura Pinochet e ao mesmo tempo, com o distanciamento, contribuir para o período de reconstrução do Novo Chile. Terá também lugar nessa mesa, o relato de Moira Bush sobre as experiências de resistência cultural que mobilizou comunidades no Chile em no Peru em torno da artesania popular.

O quarto eixo temático “Narrativas na arte contemporânea” trata de processos de criação artísticas contemporâneas que imprimem um sentido ampliado à palavra resistência e que estão ligados, muitas vezes, a movimentos moleculares de resistência, ou a processos individuais de reelaboração poética.

O Fórum Arte e Cultura da América Latina em Debate - Memória e Resistência, corresponde a 3ª edição do Fórum Permanente de Arte e Cultura da América Latina, criado em 2010, e desse ano até o presente momento realizou debates públicos sobre a questão dos modernismos na América Latina (junho de 2010), sobre as produções artísticas do Paraguai “O Paraguai que nós vemos” (dezembro de 2011) e agora, sobre os processos artísticos de resistência.

Serão entregues certificados aos participantes do Fórum mediante presença confirmada.

Cine fórum “40 Anos sem Allende”
Realização Fórum Permanente de Arte e Cultura da América Latina em parceria com a 
CESA, PROLAM e CINUSP.
De 12 de agosto a 16 de agosto de 2013
CINUSP Paulo Emílio
Rua do Anfiteatro, 181. Colméias
Cidade Universitária- Butantã
Sessões às 16h00 e às 19h00

Fórum Arte e Cultura da América Latina em Debate
Memória e Resistência
Realização Fórum Permanente de Arte e Cultura da América Latina em parceria com a
CESA e PROLAM.
27 de agosto de 2013Auditório das Ciências Sociais. FFLCH - USP
Avenida Professor Luciano Gualberto, 403/315, Sala 14
Cidade Universitária – Butantã

30 X BIENAL


FINLÂNDIA - BRASIL EXPERIMENTO LIVE ART


segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Brasil e Alemanha: Ciclo de debates


DIA NACIONAL DA ARTE


I SEMINÁRIO INTERNACIONAL PATRIMÔNIO SACRO


"Integração latino-americana: territorialidades e regionalismos"

Cedem/Unesp divulga:

Convidamos a todos para a Mesa-Redonda "Integração latino-americana: territorialidades e regionalismos", que acontece no dia 16/08/2013 às 9h30 no prédio do IPPRI - Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais/Unesp, Praça da Sé, 108 no 7o. andar. 

A entrada é franca e não é necessária a inscrição prévia!

Os professores e debatedores convidados são:

Luis Fernando Ayerbe – IEEI-Unesp/IPPRI
Jaime Preciado Coronado – Universidad de Guadalajara (México)
Pablo Uc – Universidad de Guadalajara (México)
Bernardo Mançano Fernandes – Cátedra UNESCO-Unesp/IPPRI
Carlos Oliva Campos – Universidad de Havana (Cuba)
Héctor Luis Saint-Pierre – GEDES-Unesp/IPPRI
Harry Vanden – University of South Florida (EUA)

A Segurança para os EUA é política prioritária. Com relação a AL, o país identifica áreas não governadas, o que favoreceria o crime organizado e o terrorismo. A Unasul e a ALBA têm agendas alternativas. É preciso analisar convergências e conflitos a partir do cruzamento de interesses, soberanias e territorialidades. 
Atenciosamente,

Sandra Santos
Setor de eventos
Visite: www.cedem.unesp.br
Curta: www.facebook.com/cedemunesp
(11) 3105-9903