sábado, 18 de junho de 2011

Sábado resistente

Governo de São Paulo apresenta no Memorial da Resistência de São Paulo
Largo General Osório, 66 – Luz
Auditório Vitae – 5º andar

SÁBADO RESISTENTE
18 de junho, das 14h às 17h30
Terceiro vôo da liberdade completa 41 anos
Memórias da luta e confraternização
Homenagem  a Eduardo Leite Bacuri

No auge do período mais repressivo e violento da Ditadura Civil-Militar, entre setembro de 1969 e dezembro de 1970, ocorreram quatro ações de resgate que libertaram cerca de 130 presos políticos que, banidos do país por ato de exceção, puderam retornar somente a partir da promulgação da Anistia, em 1979.
Essas ações, as mais emblemáticas da guerrilha urbana, visavam  fundamentalmente libertar dos cárceres e das torturas centenas de combatentes que se haviam insurgido contra o golpe de Estado que tomou o poder em 1964, no Brasil, assim como denunciar, principalmente no exterior, o estado de violência e a injustiça que assolavam o País.
Por esta razão, essas ações também foram conhecidas como os "Vôos da Liberdade", como na época declarou então à imprensa o eminente jurista Sobral Pinto: "Estas ações são os Habeas Corpus que o regime nos tirou".
Exatamente há 41 anos, no Terceiro Vôo da Liberdade, foram libertos 40 presas e presos e políticos em troca do embaixador alemão no Brasil, Ehrenfried Von Holleben.
Para homenagear tanto os que participaram desta ação como aqueles que foram libertados, o Sábado Resistente quer debater o significado histórico dessa ação, resgatar memórias e vivências. Que esse dia se converta em momento de esclarecimento histórico e confraternização. Para isso, serão ouvidos depoimentos de pessoas que participaram daquela ação de resgate, assim como os testemunhos dos que foram libertados.
Para encerrar o evento, faremos uma homenagem especial a Eduardo Leite – Bacuri – um dos comandantes do Terceiro Vôo – com o lançamento do livro "Eduardo Leite”, de autoria da jornalista Vanessa Gonçalves.

PROGRAMAÇÃO
14h00:              Boas vindas – Katia Felipini, coordenadora do Memorial da Resistência de São Paulo
                         Apresentação – Ivan Seixas, presidente do CONDEPE e do Núcleo Memória

14h30:             Palestra e debates
Sonia Eliane Lafoz
José Gradel
Teresa Angelo
Jesus Paredes Soto
Cid Queirós Benjamim
Darci Rodrigues
Dulce Maia
Domingos Ferreira
Carlos Nóbrega

16h00:              Apresentação do livro Eduardo Leite pela autora jornalista Vanessa Gonçalves
                          Tarde de autógrafos

Os Sábados Resistentes, promovidos pelo Memorial da Resistência de São Paulo e pelo Núcleo de Preservação da Memória Política, são um espaço de discussão entre militantes das causas libertárias, de ontem e de hoje, pesquisadores, estudantes e todos os interessados no debate sobre as lutas contra a repressão, em especial à resistência ao regime civil-militar implantado com o golpe de Estado de 1964. Os Sábados Resistentes têm como objetivo maior o aprofundamento dos conceitos de Liberdade, Igualdade e Democracia, fundamentais ao Ser Humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não será permitido comentários ofensivos.