sexta-feira, 15 de abril de 2011

Tentativa de censura a novela Amor e Revolução

14/04/2011 - 19h52


Militares tentam censurar novela do SBT sobre a repressão
Publicidade
DE SÃO PAULO

Uma associação de militares reformados lançou abaixo-assinado na internet em que pede a censura à novela do SBT "Amor e Revolução", que retrata a repressão a militantes de esquerda durante a ditadura (1964-1985).
O texto da Abmigaer (Associação Beneficente dos Militares Inativos e Graduados da Aeronáutica) evoca a Lei da Anistia, que não instituiu qualquer tipo de cerceamento a informações sobre o período.
"É óbvio que o governo federal, através da Comissão da Verdade, recém-criada, está participando do acordo em exibir a novela", diz o manifesto.
Na tarde de hoje, o abaixo-assinado tinha 535 assinaturas.
O autor da novela, Tiago Santiago, disse que a tentativa de censura é inconstitucional e interessa apenas a "torturadores e assassinos" do regime.
Já a assessoria do SBT afirma que não vai comentar o assunto

Fonte: Folha de São Paulo

2 comentários:

  1. Oi Vicky, estou acompanhando essa novela, sou contra qquer tipo de censura. Até hj ainda vivemos sob uma "censura" velada e não se pode permitir q ninguém nos diga o q assistir. Se a novela for censurada, em seguida será o noticiário a outras coisas. Já assinei um manifesto contra a censura q foi encaminhada pelo ator Claudio Lins através do Twitter dele. A única coisa q sou a favor é na adequação dos horários dos programas de TV a seus temas. Sucesso ao Tiago Santiago e ao seu elenco. Ah tem post sobre Amor e Revolução no meu blog tb. Passa lá depois. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Agradecendo a visita. Discordo q novela aliena, depende mto de quem assiste. A verdade é q sempre adorei novelas de todos os tipos, acesso notícias pelo rádio e por internet a hora q quero, as notícias q quero e dou uma "passada geral" em manchetes. P/ mim TV tem a função de relaxar e fazer rir. O máximo em realidade é aquela produzida pelos seriados e novelas onde por mais trágico sempre tem alguém q diga "ação" e "corta". O ritmo dos telejornais é lento, pouco prático e maçante por isso prefiro ver jornais esportivos onde a boa ou má notícia depende do resultado ou contratação de um time. Agora, esse noticiário deve vir c/ comentários. Bjs

    ResponderExcluir

Não será permitido comentários ofensivos.