sexta-feira, 2 de outubro de 2009

40 ANOS DA AÇÃO DA CAPTURA DO EMBAIXADOR AMERICANO

3 de outubro de 2009, das 14h às 17h30
Memorial da Resistência de São Paulo – Largo General Osório, 66 – Luz

EXIBIÇÃO DO FILME “HERCULES 56” E DEBATE
Uma das ações mais espetaculares da guerrilha urbana brasileira, que lutou contra a
ditadura militar após o golpe de 1964, foi a captura do embaixador americano
Charles Elbrick e sua libertação em troca da leitura em cadeia de rádio e TV
nacional de um manifesto denunciando o regime de violência existente e a libertação
de 15 presos políticos.
Esse episódio que causou na época comoção mundial foi objeto de muitas
discussões entre os grupos da resistência brasileira e foi tema de vários livros, filmes
e artigos, uma vez conquistada a redemocratização.
O filme que melhor retrata essa audaciosa ação revolucionária, exibido em circuito
comercial, tem o título “Hercules 56” (tipo e número do avião que transportou os
militantes liberados dos cárceres). Realizado pelo cineasta Silvio Da Rin, coloca
numa mesa redonda vários personagens que realizaram aquela ação e discute
abertamente sobre a sua validade.
Para debater sobre esse filme, o Núcleo de Preservação da Memória Política do
Fórum Permanente de Ex-Presos e Perseguidos Políticos de São Paulo e o
Memorial da Resistência de São Paulo convidam para a exibição do filme e um
debate com Manoel Cyrillo de Oliveira Netto, um dos guerrilheiros que participaram
da ação que desafiou a ditadura militar.
Programa:
14h – 14h15: Apresentação/Coordenação:
Katia Felipini – Memorial da Resistência de São Paulo
Ivan Seixas – Jornalista, ex-preso político – Diretor do Núcleo de Preservação da Memória Política
e do Fórum de Ex-Presos e Perseguidos Políticos de São Paulo
14h15 –15:45: Exibição do Filme
16:00 –17:00: Debate com Manoel Cyrillo de Oliveira Netto
17:00 –17:30: visita ao Memorial da Resistência de São Paulo
O Sábado Resistente é promovido pelo Núcleo de Preservação da Memória Política do Fórum dos
Ex-Presos e Perseguidos Políticos de São Paulo e pelo Memorial da Resistência de São Paulo. É o
espaço de discussão entre companheiros combatentes de ontem e de hoje, pesquisadores,
estudantes e interessados para o debate sobre temas ligados às lutas contra a repressão, em
especial à resistência ao regime militar, implantado com o golpe de Estado de 1964. Nossa
preocupação é estimular a discussão e o aprofundamento dos conceitos de Liberdade, Igualdade e Democracia, fundamentais ao Ser Humano em busca de sua libertação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não será permitido comentários ofensivos.