segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Palestra hoje!!!

Clique na imagem para ampliar:

Palestra: Prelúdio para o Capital

O Evento “Prelúdio para o Capital”, a ser realizado no Auditório do Museu Paulista da USP, no próximo dia 27 de agosto, a partir das 15 horas, articula uma mesa de debates e a abertura de mostra temporária.
A mesa de debates será composta pelo Prof. Dr. Modesto Florenzano (professor do Departamento de História da USP e atual vice-diretor da FFLCH/USP) e pela Profa. Dra. Marisa Midore Deaecto (professora da Escola de Comunicações e Artes da USP).
A proposta é a de relembrar os 150 anos da obra Contribuição para a crítica da economia política, escrita por Karl Marx(1859), discutindo aspectos e significados do pensamento marxista. Ao mesmo tempo, será aberta uma mostra temporária, dedicada ao tema, explorando-se parte do acervo da Biblioteca Edgard Carone, pertencente ao Museu Republicano Convenção de Itu, que reúne diversas edições de O Capital e outras obras de Marx.
Grátis
Inscrições: 2065-8075
Vagas: 50

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

1969 versus 2009

Essa pergunta foi a vencedora em um congresso sobre vida sustentável.



"Todo mundo 'pensando' em deixar um planeta melhor para nossos filhos... Quando é que 'pensarão' em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"


Passe adiante!


Precisamos começar JÁ!



Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro de casa e recebe o exemplo vindo de seus pais, torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos, inclusive em respeitar o planeta onde vive...

Colóquio Internacional

Clique na Imagem para ampliar

Comunicado Importante – C.B.E.I

POR FAVOR, LEIAM O COMUNICADO DO INÍCIO AO FIM
Senhores pais, em primeiro lugar sejam bem vindos ao segundo semestre letivo de 2009.
Ciente das notícias alarmantes em relação à saúde publica tomamos a iniciativa de enviar uma Circular para que saibam da nossa preocupação e fiquem cientes também dos procedimentos que tomaremos daqui para frente.
Uma nova versão da gripe causada pelo Vírus H1N1 (Influenza A), chamada de Gripe A está causando segundo dados do Ministério da Saúde, uma Pandemia (epidemia que abrange uma vasta região- ver site da secretaria da saúde) e por ser um vírus que ainda não temos imunidade suficiente para combatê-los, tornou-se um dado mundialmente preocupante neste momento, pois como já é do conhecimento de todos crianças e adolescentes e principalmente os que apresentam problemas respiratórios, estão mais vulneráveis a ela, por isso algumas medidas emergenciais estão sendo tomadas para amenizar o problema.
Uma delas foi à orientação da suspensão das aulas nas redes publicas estaduais e municipais, escolas técnicas, faculdades e universidades até o dia 17 de agosto visto que nestes locais o número de pessoas entre criança, adolescente e adulto varia entre 500 a 5.000, circulando em um mesmo ambiente e em relação às escolas particulares cabem a direção da escola usar o bom senso e verificar se há ou não a necessidade de suspender as aulas.
Analisamos e chegamos à conclusão que a princípio manteremos o inicio das aulas hoje dia 03/08/09, pois não temos um número muito grande de alunos, para considerarmos um espaço de muita aglomeração de pessoas. Queremos deixar claro que em hipótese alguma estamos negligenciando ou indo contra a determinação dos órgãos superiores, pois se fosse uma obrigatoriedade mesmo em pequenos grupos como o nosso, pois trariam sérios riscos à saúde de nossas crianças não ariscaríamos em manter a data do retorno.
Portanto esta decisão, não significa que não estamos dando importância para situação, visto que tomamos algumas medidas de prevenção e orientação a todos os alunos e funcionários, algumas delas já iniciadas desde o dia 28/07, com as crianças que estão frequentando o Curso de Férias;
· Os alunos ao chegarem estão sendo orientados obrigatoriamente a higienizarem as mãos;
· Iniciamos hoje, dia 03/08, com a apresentação de um vídeo de prevenção e orientação para todos os alunos sobre a doença, o material ao qual tivemos acesso, foi fornecido aos funcionários da área de saúde da prefeitura de São Paulo, elaborado pela Secretaria da Saúde;
· Os alunos de ensino fundamental não farão rodízios de sala e sim os professores, portanto, os alunos temporariamente usarão uma única sala e uma única carteira, desta forma facilitará a higienização da sala e dos móveis, que serão higienizados com álcool antes, e após o término das aulas;
· Os bebedouros estarão desativados para evitar o uso coletivo, portanto cada aluno, como já foi orientado anteriormente no início do ano, deverá ter sua garrafinha pessoal de água; (hoje excepcionalmente fornecemos copo descartáveis para quem não trouxe sua garrafa;
· Por favor, lembre-os de trazerem a garrafa (equeeze) pessoal todos os dias.
· Cada sala de aula terá um frasco de álcool gel para desinfetar as mãos quando necessário;
· As salas de aula ficarão com as janelas e portas abertas para evitar ambientes fechados e sem circulação de ar;
· Orientaremos os alunos para a constante higienização das mãos e evitarem muito contato físico com os colegas;
Acreditamos que se seguirmos as orientações básicas, estaremos evitando a propagação, podendo dar continuidade ao nosso trabalho, pois as aulas suspensas terão de ser repostas posteriormente, provavelmente aos sábados, feriados ou se estenderem no mês de dezembro, caso isso seja necessário faremos sem problema, mas se pudermos evitar será melhor para todos.
Pedimos por gentileza manter a escola informada sobre a ocorrência de suspeitas ou casos comprovados da doença, entre parentes ou pessoas próximas, pois por recomendações dos órgãos da saúde devemos informar imediatamente qualquer incidência, para investigação;
Por recomendações médicas não será permitida a permanência do aluno que apresente qualquer sintoma de gripe, mesmo sendo ela comum, pois a pessoa com gripe fica com baixa imunidade o que acaba agravando ainda mais a propagação do vírus;
Sem mais, esperamos que as autoridades da área da saúde encontrem logo uma solução para que esse problema não tome maiores proporções, mas não vamos deixar de fazer a nossa parte.
Estamos atentas a todas as informações em relação à Gripe A e nos comprometemos em repassá-las quando necessárias.
Grata,
A direção.


Segue os principais sintomas para que fiquem atentos a qualquer suspeita relacionada, pois estão associados à gripe comum e que somente os especialistas podem diagnosticar a diferença, portanto, neste momento não deixe passar despercebido achando que não é nada.
Sintomas da gripe A –
Febre alta;
Espirros;
Intensa dor de cabeça;
Cansaço extremo;
Leve dor de garganta;
Tosse seca e contínua;
Muco (catarro) pouco comum;
Dores musculares intensas;
Ardor intenso nos olhos;
Fonte: Organização Mundial de Saúde
CUIDADOS PREVENTIVOS:
Alguns cuidados preventivos podem ser adotados para evitar a contaminação da referida gripe:
· Lavar as mãos freqüentemente com água e sabão (principalmente depois de tossir ou espirrar, depois de usar o banheiro, antes de comer, antes de tocar os olhos, boca e nariz, ao chegar em casa).
· Evitar tocar os olhos, boca e nariz após o contato com superfícies.
· Usar lenço de papel descartável.
· Proteger com lenços descartáveis a boca e o nariz ao tossir ou espirrar e em seguida jogar no cesto de lixo.
· Orientar para que o contaminado evite sair de casa enquanto estiver em período de transmissão da doença (até 5 dias após o início dos sintomas).
· Evitar aglomerações em ambiente fechado (devem-se manter os ambientes ventilados).
· É importante que o ambiente doméstico seja arejado e receba luz solar, pois estas medidas ajudam a eliminar os possíveis agentes das infecções respiratórias.
· Manter hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividades físicas.
· Evitar compartilhar talheres, copos, pratos, toalhas e objetos de uso pessoal.
Fonte: Ministério da Saúde. Portal da Saúde: http://portal.saude.gov.br/saude/

sábado, 1 de agosto de 2009

Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Pessoal,
A Secretaria do Estado da Educação, por meio da Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas, CENP, cria este novo espaço, com o objetivo de disponibilizar para os professores - e alunos é claro - informações sobre o Acordo Ortográfico. As novas normas ortográficas previstas no Acordo entraram em vigor em janeiro de 2009. O Acordo prevê um período de transição, em que serão válidas as duas formas de escrever: a antiga e a nova. A implantação será gradual: as novas normas chegarão aos livros escolares em 2010 e serão obrigatórias a partir de 2012.Ainda que este cronograma seja flexível, o debate gerado, principalmente pela mídia brasileira, provocou a necessidade de se agilizar a difusão de informações sobre o que muda na grafia da língua portuguesa, as regras e aplicações, e os desdobramentos políticos, econômicos e sociais nos países que falam o português.
Para acessar a biblioteca virtual do site :
Vale a pena a visita
Beijos
Profª Viviane

Ser cobaia não é bom !



O seu prato de arroz com feijão do dia-a-dia vai virar campo de testes da Bayer, que quer plantar e vender no Brasil o arroz transgênico Liberty Link 62. Resistente ao agrotóxico glufosinato de amônio (fabricado pela própria Bayer), o arroz LL62 não é plantado nem comercializado em lugar algum do mundo. Ele representa um risco à biodiversidade, à saúde humana e aos agricultores que optarem por não plantar transgênico.
Se você quer fazer a diferença acesse:

Florestas do Congo: onde foi parar a revisão legal?

Foto tirada em 29 de Janeiro de 2007
Madjoko, Bandundu (Congo)
Greenpeace tem documentado um aumento do desmatamento no Congo, que tem a segunda maior floresta tropical do planeta, atrás apenas da Amazônia.
O Greenpeace África entregou hoje ao Ministro do Meio Ambiente, Conservação e Turismo da República Democrática do Congo, José Endundo Bononge, uma carta aberta denunciando a falta de transparência no programa de revisão legal dos títulos de propriedade florestal e pedindo esclarecimentos urgentes do governo.
Na reta final do processo, o próprio governo anunciou outro programa para legalizar centenas de títulos que já haviam sidos invalidados pelo Comitê Interministerial durante a revisão. Sete anos de trabalho financiado pela comunidade internacional estão comprometidos. ONGs congolesas encaminharam cartas de protesto, mas nunca foram respondidas.
Os povos da floresta continuam no escuro. Informações básicas como a lista de licenças de corte de árvores, por exemplo, não são disponibilizadas. Às comunidades resta observar a floresta ser destruída, sem saber quais operações são legais e quais não são.
A República Democrática do Congo possui a segunda maior floresta tropical do mundo, superada apenas pela Amazônia. O interesse mundial de proteção às florestas da Bacia do Congo poderia ser uma oportunidade histórica para o país desenvolver e implementar o uso sustentável da floresta e valorizar a biodiversidade e o papel das florestas primárias em esquemas de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD).
Para colocar em prática projetos de valorização da floresta em pé, é necessária a elaboração de um plano participativo de uso da terra que garanta os direitos dos povos indígenas e das comunidades locais, com transparência e governança local, Para René Ngongo, conselheiro político do Greenpeace África “não é tarde demais para salvar as florestas intactas do Congo e apoiar modelos de desenvolvimento sustentável que beneficiem o povo congolês. Mas a hora de agir é agora.”
Mais de 60% da população do Congo depende direta ou indiretamente das florestas para subsistência. O Greenpeace acredita que é essencial manter intactas as florestas para que o povo congolês se beneficie dos fundos internacionais de proteção às florestas tropicais.
acesso em 01/08/2009